Dieta cetogênica X Dieta Low Carb - Amigas Low Carb

Dieta Cetogênica X Dieta Low Carb

 

Apesar de suas diferenças, algo que todas essas dietas têm em comum é o fato de restringirem em alguma medida a ingestão de carboidratos.

Porém, a quantidade e a forma de ingerir esses carboidratos, além de quais fontes comer são pontos controversos e distintos entre elas.

Em ambas são retirados todos os alimentos com carboidratos, como macarrão, pão ou arroz. Acontece que quando nosso organismo não tem carboidratos para processar, ele entra em um processo chamado cetose, isso significa que ele vai usar a gordura como fonte de energia ao invés do açúcar (carboidratos).

Com o organismo utilizando a gordura como fonte primária de energia, você acaba emagrecendo rápido. Então tire agora de uma vez por todas as suas dúvidas sobre as diferenças entre a dieta Cetogênica e a dieta Low Carb.

 

Dieta Cetogênica

Dieta-Cetogenica-Ciclica-para-hipertrofia-1024x676

A palavra cetogênica vem da palavra cetose. Essa é uma dieta com alto teor de gordura, baixa proteína e baixo hidrato de carbono e foi desenvolvida principalmente para tratar crises de epilepsia em crianças, apesar de peritos não saberem dizer exatamente o porquê ela funciona.

O objetivo da dieta cetogênica é eliminar alimentos com carboidratos, como batata, massas, bolachas, biscoitos, frutas, leite, iogurte, pão, bolo, refrigerantes, açúcar, feijão, chocolate e outros doces.

Essa dieta inteira é baseada principalmente no processo chamado de cetose, que é quando nosso corpo deixa de usar os carboidratos como fonte de energia e passa a utilizar as cetonas, gerando um emagrecimento rápido).

Além disso, alguns alimentos da dieta cetogênica já não são permitidos na dieta Low Carb, dê só uma olhada na lista de alimentos liberados nessa dieta e perceba a diferença.

 

O que comer na dieta cetogênica?

 

Para obter o seu corpo e alcançar a cetose, 80 a 90 por cento das calorias que você consome deve vir da gordura, e o resto deve vir de uma combinação de proteínas e carboidratos.

Além disso, sua ingestão de carboidratos é limitada a 10 a 35 gramas por dia.

Isso é aproximadamente a quantidade em uma única maçã, copo de leite ou pedaço de pão.

Na verdade, é praticamente impossível comer frutas ou produtos à base de leite, sem ultrapassar a quantidade de carboidratos necessários para lançar-se em cetose.

Aqui está o que você pode comer: Carne, salsichas e bacon. Uma variedade de óleos e castanhas também está em disputa.

 

  • Peixes;
  • Gelatina sem açúcar;
  • Chás sem açúcar;
  • Carnes de boi, porco, frango, peru ou outras;
  • Embutidos como linguiça artesanais, presunto da marca Royale Sadia, bacon artesanal;
  • Ovo;
  • Manteiga,azeite, óleo, maionese caseira;

 

Além desses alimentos temos as verduras com baixo teor de carboidratos que também podem fazer parte do seu cardápio, assim como rúcula, repolho, repolho roxo e alface por exemplo.

 

Dieta Low Carb

 

dieta-low-carb-596x330

Além de cumprir esses dois objetivos, a dieta Low Carb  traz vários benefícios auxiliares, como a melhora da sensibilidade à insulina, e uma maior saciedade (isto é, esta é uma dieta em que você não passa fome). Este fato surpreende a maioria das pessoas, porque elas associam dieta a controlar porções e passar fome. Mas sabemos que não é bem assim!

Fazer uma dieta Low Carb significa que você vai comer uma quantidade pequena de carboidratos – de no máximo 70 a 100 gramas de carboidratos líquidos, dependendo do seu objetivo.

Aqui, diferentemente da cetogênica, você não precisa se preocupar com as proporções entre gorduras, proteínas e carboidratos.

Além disso, montar seus prato é uma tarefa muito simples: basta usar a criatividade e misturar os inúmeros alimentos permitidos numa dieta Low Carb.

Outra característica marcante da dieta Low Carb é que você deve procurar manter a quantidade de carboidratos na medida certa, caso seja no início da dieta, ela deverá ser um pouco menor e depois de alcançar seus objetivos essa quantidade tende a aumentar um pouco.

A conta a se fazer é bem simples: basta olhar as informações nutricionais dos alimentos. Lá você irá encontrar a quantidade de carboidratos e quantidade de fibras por porção. E para aqueles alimentos naturais que não possuem essa tabela, você pode achá-la facilmente na internet.

Mas, claro, lembre-se sempre de não se preocupar muito com isso, principalmente se não tiver muito peso a perder.

Apesar disso, não é muito indicado um consumo super alto de carboidratos porque assim você estará deixando de aproveitar os maiores benefícios, que geralmente vêm de uma alimentação baixa de carboidratos e rica em gorduras boas.

Por exemplo, se você deseja perder peso, limite sua ingestão de carboidratos (100-150g por dia) e já terá excelentes resultados. Agora se você quer perder peso muito rápido, reduza os carboidratos para 20g ou 50g por dia e deixe a cetose fazer seu papel ainda mais rapidamente.

Muitas pessoas acabam optando por fazerem uma ciclagem de carboidratos, ou seja, consumir poucos carboidratos durante os dias normais e mais carboidratos em dias de treino com peso.

Essa é uma estratégia interessante se você já estiver mais próximo ao seu peso objetivo e/ou visando a hipertrofia muscular – sem deixar de colher os saudáveis benefícios do estilo de vida de comer comida de verdade. Então aproveite!

 

O que comer na dieta Low Carb?

 

  • Carnes de todos os tipos: peixes, crustáceos, frango, porco, boi, bacon.
  • Verduras de todos os tipos: folhas verdes como alface, rúcula, agrião, escarola, endívia, couve, repolho, espinafre, abobrinha, brócolis, tomate, cebola, alho, pimentão, alcachofra, chuchu, aspargos.
  • Frutas: limão, abacate, morango, mirtilo, framboesa.
  • Queijos e nata/creme de leite.
  • Nozes e sementes.
  • Azeite, óleo de coco, óleo de abacate.

Veja Também

sem-titulo-5

Seu livro chegará dentro de instantes via E-Mail!