DIMINUA seus GASTOS no supermercado com a dieta Low Carb! - Amigas Low Carb

Você sabia que é com pouco dinheiro é possível se alimentar bem e sem precisar recorrer ao consumo exagerado de carboidratos? A dieta Low Carb além de beneficiar a sua saúde, pode diminuir os seus custos no supermercado ajudando também nas contas ao final do mês.

mini_dicas-economia-comparar-precos

Apesar de ser um estilo de alimentação bastante antigo, a low carb tem ganhado cada vez mais a atenção da mídia por conta da proposta de emagrecimento rápido.

Sabe aquela historinha que já estamos cansadas de ouvir? “Pão, massas, arroz, todos eles e tudo aquilo que tem alto índice de carboidrato que estimula um hormônio chamado insulina, que é o responsável pelo acumulo de gordura corporal. Então, quando cortamos não acumulamos e assim o corpo acaba usando a nossa gordura estocada. É nesse momento que acontece o emagrecimento.”

Que a Low Carb faz a gente emagrecer de verdade nós já sabemos, agora uma curiosidade incrível sobre essa dieta é que além de todos esses benefícios, ela também pode reduzir nossos gastos no supermercado. Diferente das dietas tradicionais, a Low Carb não exige que você coma por exemplo, somente alimentos integrais, barrinhas de cereais e coisas do tipo. 

 

Seja básico (a)

É importante explorar as possibilidades culinárias que a cozinha low carb oferece. Mas manter a simplicidade na cozinha vai deixar tudo mais barato, já que você não vai gastar tanto tentando receitas com farinhas malucas que acabam estragando na dispensa. Sem contar que as receitas mais simples vão te ajudar a perder peso mais rápido. O exercício proposto na dieta Low Carb é nos levar a uma vida mais saudável comendo alimentos DE VERDADE. E a maioria deles você encontra na sessão de horti-fruti do supermercado. Dá só uma olhada na lista desses alimentos (baratinhos) que servem como base para várias receitas e que você pode ter na sua cozinha sem medo. Além de te levar a um emagrecimento saudável, eles irão te ajudar (e muito!) a diminuir seus gastos ao final do mês.

 

  • Carnes de boi, peixe, crustáceos, frango e porco

  • Folhas verdes – todas.

  • Legumes – abobrinha, brócolis, tomate, cebola, alho, pimentão, alcachofra, chuchu, aspargos, palmito, rabanete, pepino, berinjela, quiabo, vagem, couve-flor.

  • Frutas – abacate, coco, morangos, amoras e mirtilos.

  • Oleaginosas – Nozes, castanhas do caju e do pará, amêndoas, pistaches, macadâmias.

  • Gorduras – azeite, manteiga, banha de porco, nata, creme de leite fresco, queijos curados, óleo de coco.

  • Chocolate – Acima de 70% cacau.

  • Ovos.

Tudo isso você irá adaptar de acordo com seus gostos, e vai sentir cada vez menos necessidade de alimentos integrais, processados, industrializados, e vamos combinar, alguns mega caros!

Você escolhe quanto deseja gastar na dieta Low Carb

É muito provável que você veja algumas pessoas fazendo Low Carb e comendo ostras, chocolate importado, framboesas do himalaia, sal rosa, cozinhando tudo com óleo de coco. Mas assim como você ajusta uma alimentação convencional a um orçamento, isso pode muito facilmente ser feito com uma alimentação Low Carb também. Tudo vai depender do seu gosto e do quanto pretende economizar com essa dieta.

Prefira os alimentos orgânicos

Opte por comprar tudo o que puder orgânico, e o que for absurdamente mais caro, compre da versão normal mesmo! E outra coisa é que nos supermercados eles cobram super caro nos alimentos orgânicos. Uma ótima opção é pesquisar se na sua cidade não tem uma feira de orgânicos, em que produtores menores vêm a cidade para vender sua produção. 

Cozinhe em casa

É um empenho danado, requer tempo para cozinhar e comprar os ingredientes. Mas é ao mesmo tempo gostoso, relaxante. Ponha uma música, sirva uma taça de vinho, petisque umas castanhas. Cozinhar a própria comida é barato em vários sentidos. Você gasta menos com restaurantes, come menos gordura poliinsaturada. Você come menos, corre menos risco de cair no canto da sereia de alguma sobremesa. Se não sabe ou não tem o hábito, desenvolva-se!

Faça as contas!

  • Um pacote de meio quilo de pão custa R$ 6 – R$ 12 o quilo, mesmo preço de muitas carnes, como o patinho e posta vermelha, e mais caro do que o quilo de coxa e sobrecoxa de frango.
  • Pacote de 100 gramas de Doritos sai por uns R$ 6, ou R$ 60 o quilo. O mesmo preço da Preço da noz chilena que serve como snack e é deliciosa.
  • Pacote de Miojo sai por uns R$1,00. Com essa grana dá para comprar dois deliciosos ovos, que são base pra diversas receitinhas Low Carb e geralmente são vendidos em média a uns R$ 5 a dúzia.

Açúcar, leite condensado, xarope de glicose, cacau, flocos de arroz, leite em pó integral, soro de leite em pó, açúcar invertido, gordura vegetal hidrogenada, sal, umectante glicerol, estabilizantes lecitina de soja e ricinoleato de glicerila, aromatizantes. Imagina todas essas coisas em um só alimento? Se é que podemos chamar de alimento né! 

Opte sempre por comidas de verdade!

Veja abaixo a simulação de uma lista de compras Low Carb completa:

  • Ovos R$20,00 (2 cartelas de 30 ovos) 
  •  Azeite R$18,00 (geralmente dura mais de 1 mês)
  •  Carnes brancas R$24,00 (3kg, dividos em porções de 200g ou menos)
  •  Carnes vermelhas  R$90,00 (6kg, dividido em 30 porções de 200g ou menos)
  •  Peixes R$ 18,00 (6 latinhas de sardinha ou 2kg de peixe)
  •  Manteiga (não margarina) R$10,00 (compro pote de 500g, dá mais de 1 mês)
  •  Legumes e Verduras R$60,00 (dá pra comprar muuuuita coisa se você escolher bem)
  •  Frutas R$3,00 (neste caso, somente o limão para quem está começando)
     

      Total: R$243,00 (pode variar de acordo com cada cidade, mas geralmente não foge muito desse valor)

 

 

Veja Também

sem-titulo-5

Seu livro chegará dentro de instantes via E-Mail!