Você sabe ler rótulos? - Amigas Low Carb

Quando estamos em uma dieta, uma das nossas maiores preocupações vêm na hora de ler os rótulos dos alimentos industrializados. Não é mesmo?! Então, por onde começar?

Ainda que saibamos que na dieta Low Carb buscamos sempre priorizar os produtos naturais, ou seja alimentos vindos da terra e da natureza, alguns produtos industrializados são necessários em nossas receitinhas, como: creme de leite, chocolate, requeijão e outros.

E vamos combinar, nessas horas é essencial a leitura dos rótulos para verificar o que é Low Carb mesmo! Mais do que isso, precisamos estar atentos, principalmente, à quantidade de sódio e açúcares presentes nos alimentos industrializados, garantindo assim uma alimentação mais saudável. 

tabela_nutricional

Os rótulos são elementos essenciais de comunicação entre produtos e consumidores, por isso a importância das informações serem claras e poderem ser utilizadas para orientar a escolha adequada desses alimentos.

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa, é o órgão responsável pela regulação da rotulagem de alimentos que estabelece as informações que um rótulo deve conter, visando à garantia de qualidade do produto.

Ordem dos ingredientes

 

7d5c7-slide3

De acordo com a Anvisa, os ingredientes do alimento aparecem na ordem decrescente de quantidade. Portanto, se procura carboidratos em maior quantidade, veja se os carboidratos estão entre os primeiros itens da lista. Tenha atenção especial quando o açúcar estiver no topo da lista.

 

Informações nutricionais

lupa-no-rotulo-ickfd

Porção

É a quantidade média do alimento que deve ser usualmente consumida por pessoas sadias a cada vez que o alimento é consumido, promovendo a alimentação saudável.

 

Medida Caseira

Indica a medida normalmente utilizada pelo consumidor para medir alimentos. Por exemplo: fatias, unidades, pote, xícaras, copos, colheres de sopa. A apresentação da medida caseira é obrigatória. Esta informação vai ajudar o consumidor a entender melhor as informações nutricionais.

 

%VD

Esse percentual de valores diários (VD) é um número em percentual que indica o quanto o produto apresenta de energia e nutrientes em relação a uma dieta de 2000 calorias.

Cada nutriente apresenta um valor diferente para se calcular o VD (valor diário). Veja os valores diários de referência:

– Valor energético: 2000 kcal/8.400 kJ
– Carboidratos: 300 gramas
– Proteínas: 75 gramas
– Gorduras totais: 55 gramas
– Gorduras saturadas: 22 gramas
– Fibra alimentar: 25 gramas
– Sódio: 2400 miligramas
– Gorduras trans: não há valor diário de referência.

 

Itens da Tabela de Informação Nutricional dos Rótulos de Alimentos:

label

Valor energético

Valor energético é a energia produzida pelo nosso corpo proveniente dos carboidratos, proteínas e gorduras totais. Na rotulagem nutricional o valor energético é expresso na forma de quilocalorias (kcal) e quilojoules (kJ).

Carboidratos

Esses são polêmicos! São os componentes dos alimentos cuja principal função é fornecer energia para as células do nosso corpo, principalmente do cérebro, mas que em excesso, podem ocasionar sobrepeso. Os carboidratos de baixo índice glicêmico são menos calóricos e têm mais fibras. Além de limparem o organismo, dão energia, ou seja, não deixam o corpo “desanimado” durante a dieta. Já os carboidratos de médio e alto índice glicêmico contribuem para o aumento de peso. “O arroz branco, a batata e o pão francês, por exemplo, são absorvidos rapidamente pelo corpo e aumentam a taxa de glicose no sangue. Isso faz com que você fique com fome pouco tempo depois de ingerí-los.  Se tiver dúvidas de quais carboidratos escolher, dê uma olhadinha nesse post, lá tem uma lista de supermercado completinha pra você!

 

Fibra alimentar

As fibras alimentares estão presente em diversos tipos de alimentos de origem vegetal, como frutas, hortaliças, feijões e alimentos integrais. A ingestão de fibras auxilia no funcionamento do intestino. Procure ingerir alimentos com altos %VD de fibras alimentares.

 

Proteínas

São componentes dos alimentos necessários para a construção e manutenção dos nossos órgãos, tecidos e células. Encontramos nas carnes, ovos, leites e derivados, e nas leguminosas (feijões, soja e ervilha).

 

Gorduras totais

As gorduras são principais fontes de energia do corpo e ajudam na absorção das vitaminas A, D, E e K. As gorduras totais referem-se à soma de todos os tipos de gorduras encontradas em um alimento, tanto de origem animal quanto vegetal.

 

Gorduras saturadas

Esse é um tipo de gordura que está presente em alimentos de origem animal, como carnes, toucinho, pele de frango, queijos, leite integral, manteiga, requeijão, iogurte. O consumo desse tipo de gordura deve ser moderado, pois em grandes quantidades pode aumentar o risco de doenças do coração.

 

Gordura trans

Tipo de gordura encontrada em grandes quantidades em alimentos industrializados, como as margarinas, cremes vegetais, biscoitos, sorvetes, salgadinhos prontos, produtos de panificação, alimentos fritos e lanches salgados que utilizam as gorduras vegetais hidrogenadas na sua preparação. O consumo desse tipo de gordura deve ser muito reduzido, considerando que nosso organismo não necessita desse tipo de gordura e ainda porque quando consumido em grandes quantidades pode aumentar o risco de doenças do coração. Não se deve consumir mais que 2 gramas de gordura trans por dia.

 

Sódio

Está presente no sal de cozinha e alimentos industrializados (salgadinhos de pacote, molhos prontos, embutidos, produtos enlatados com salmoura), devendo ser consumido com moderação, uma vez que seu consumo excessivo pode levar ao aumento da pressão arterial.

 

Veja Também

sem-titulo-5

Seu livro chegará dentro de instantes via E-Mail!